SulAmérica amplia oportunidade para jovens músicos e celebra 125 anos

Em meio à quarentena, 14 jovens talentos conquistaram uma vaga no projeto da Orquestra Ouro Preto; neste sábado formação orquestral mineira apresenta duas lives em comemoração aos 125 anos da SulAmérica "São 14 oportunidades, 14 novos sorrisos, 14 pequenos milagres". É assim que Rodrigo Toffolo, Maestro e diretor artístico da Orquestra Ouro Preto , define os novos integrantes da Academia Orquestra Ouro Preto, que conquistaram uma vaga no projeto socioeducacional da formação orquestral mineira neste ano durante a pandemia. Criada em 2019, com patrocínio da SulAmérica, a Academia surgiu com a proposta de aperfeiçoar e lapidar o talento de jovens violinistas, violistas, violoncelistas, contrabaixistas e percussionistas. "São músicos já iniciados, mas que encontram uma série de obstáculos para dar prosseguimento ao sonho de se tornarem profissionais, sobretudo, devido ao alto custo dos investimentos", explica Toffolo.

No início do ano, a Academia lançou um edital para selecionar novos integrantes. E, em meio à quarentena, uma boa notícia surpreendeu 14 jovens talentos que se encontravam em casa, em distanciamento social, muitos deles sem trabalho. "É com alegria que anunciamos a ampliação do número de alunos bolsistas da Academia. Eles terão a oportunidade de dar continuidade aos seus sonhos profissionais e caminharem junto com a Orquestra no aprendizado e na troca de experiências". Com os novos integrantes, o projeto que começou com 28 alunos, agora conta com 42. Os 14 novos alunos foram informados sobre a aprovação por meio de uma videochamada com o Maestro Rodrigo Toffolo e as aulas tiveram início na segunda quinzena de junho.

A Academia já nasceu como referência em Minas Gerais, sendo uma porta de entrada para a transformação de realidades sociais por meio da cultura. Com sede no Sesc Palladium, em Belo Horizonte, e atividades semanais, os alunos com idade entre 18 e 28 anos, recebem uma bolsa no valor de R﹩ 700 por mês, além de material didático cedido gratuitamente, num formato inédito no que tange o incentivo para estudo e prática da música no país. Devido à pandemia, todas as atividades da Academia Orquestra Ouro Preto estão sendo realizadas virtualmente.

Lives de domingo

Neste domingo, 06 de dezembro, a Orquestra Ouro Preto celebra os 125 anos da SulAmérica com duas lives em sequência que serão transmitidas diretamente da histórica cidade mineira, Ouro Preto. Tudo sob a batuta do Maestro Rodrigo Toffolo, com participação de Alceu Valença e do violonista Carmelo de Los Santos.

Ás 17h, a Academia Orquestra Ouro Preto interpreta um ícone do barroco musical no templo do barroco arquitetônico mineiro. O concerto "As Quatro Estações", de Vivaldi, será transmitido da Igreja de São Francisco, cujos adornos estão para Aleijadinho e Mestre Ataíde como a Capela Sistina está para os renascentistas. O solista convidado é o violinista gaúcho radicado nos EUA, Carmelo de Los Santos.

Valencianas

Das quatro estações diretamente para a Estação da Luz, a Orquestra Ouro Preto convida Alceu Valença para apresentaram juntos o aclamado "Valencianas", que reúne obras do cantor e compositor pernambucanos adaptadas para a música de concerto. Uma ponte entre as sonoridades do Nordeste solar com o barroco mineiro, na qual as ladeiras musicais de Olinda se encontram com as de Ouro Preto.

Transmitida da Casa da Ópera, o mais antigo teatro em funcionamento na América Latina, a partir das 19h, a live tem um componente especial. O público poderá assistir em primeira mão um mix de dois diferentes concertos: Valencianas e Valencianas II, previsto para rodar diversas cidades brasileiras em 2021, com o lançamento do CD e DVD gravados em Portugal.

No palco, Alceu e a Orquestra Ouro Preto interpretam "Anunciação", "Belle de Jour", "Tropicana", "Como Dois Animais", "Cavalo de Pau", "Tomara", "Pelas Ruas Que Andei", "Eu Vou Fazer Você Voar", entre outras, além da "Suíte Valenciana" e versões orquestrais de temas como "De Janeiro a Janeiro" e "Estação da Luz".

O concerto tem regência de Rodrigo Toffolo, arranjos de Mateus Freire e direção de cena de Paulo Rogério Lage. A produção executiva é da Palco, da Tropicana e da Orquestra Ouro Preto.

Serviço

Data: 06 de dezembro, domingo

Transmissão: Canal da Orquestra Ouro Preto no Youtube (https://www.youtube.com/orquestraouropreto)

17h - As Quatro Estações, de Vivaldi

Academia Orquestra Ouro Preto. Solista convidado: Carmelo de Los Santos

Local: Igreja de São Francisco de Assis - Ouro Preto/MG

18h - Valencianas

Alceu Valença e Orquestra Ouro Preto

Local: Casa da Ópera - Ouro Preto/MG

Mais informações: https://www.orquestraouropreto.com.br



Com informação suas decisões são mais seguras.
Agência Seg News @2019 Todos os direitos reservados

Rua Fritz Muller, 140 - São Paulo-SP Cep 02634-080 

WhatsApp: 95794-6570