Porto Seguro apresenta lucro líquido de R$ 658,6 milhões no 2º trimestre de 2021

A Porto Seguro apresentou um crescimento das receitas em todas as suas verticais de negócios - Seguros, Negócios Financeiros, Saúde e Serviços. As receitas aumentaram 17% em relação ao mesmo período do ano passado e 2,2% em comparação com primeiro trimestre desse ano, fazendo com que a receita total atingisse R$ 4,95 bilhões. “Com o desafio de ‘ser cada vez mais um porto seguro para os clientes’, passamos a focar ainda mais em nossas quatro frentes de negócios. Essa visão representa o nosso novo posicionamento estratégico para promover o crescimento, observando as diferentes características dos mercados, o potencial de crescimento de cada segmento e a dinâmica de cada uma dessas verticais”, explica Roberto Santos, presidente da Porto Seguro e diretor da área de Relação com Investidores.

A empresa encerrou o período atingindo R$ 658,6 milhões de lucro líquido¹, resultando em um ROAE de 31,9% a.a. (-3,0 p.p. vs. 1T20). O resultado financeiro chegou a R$ 174,1 milhões no trimestre, com um retorno sobre as aplicações financeiras (ex-previdência) de 2,22% (equivalente a 283% do CDI do período). Esse resultado é decorrente principalmente das alocações em títulos indexados à inflação, em ativos de renda variável e em títulos de crédito privado.

Na vertical Seguros, os prêmios e as contribuições de previdência aumentaram 16,9% em relação ao 2T20. Os prêmios do seguro Auto (+18,7% vs. 2T20) foram os que mais contribuíram para esse crescimento, impulsionados principalmente pela Azul, que expandiu 34,1% no trimestre (vs. 2T20). Houve ainda o incremento de 386 mil veículos em relação ao 2T20 e de 126 mil veículos no trimestre (vs. 1T21), com o portfólio ultrapassando 5,6 milhões de veículos segurados, a maior frota segurada da história da Companhia. No seguro de Vida (+16,3% vs. 2T20), destaque para o produto Individual, com incremento de 20,6% em relação aos prêmios do 2T20. Os seguros Patrimoniais cresceram 10,0% (vs. 2T20), com expansão em duplo dígito no seguro Empresarial e no Residencial da marca Porto Seguro, além do forte crescimento dos produtos novos, como os seguros de Bikes e de Responsabilidade Civil Profissional.

A vertical Saúde apresentou crescimento de 9,7% nos prêmios e receitas, decorrente principalmente do aumento nos prêmios do Saúde Empresarial (+10,4% vs. 2T20), que cresceu 41,9% no número de empresas seguradas em relação ao 2T20. As vidas seguradas avançaram 19,0%, impulsionadas pela aceleração nas vendas do Saúde Empresarial e Odontológico no trimestre. A Porto Seguro está redesenhando todo o modelo de negócios das operações de Saúde, com o objetivo de acelerar a expansão do uso de soluções baseadas na análise de dados e informações e inteligência artificial, em plataformas digitais alinhadas às demandas crescentes da população e às novas tendências de atendimento observadas no setor.

Na vertical Negócios Financeiros, a receita cresceu 21,0% quando comparada ao 2T20, impulsionada principalmente pelo crescimento do Cartão de Crédito, Financiamento e Consórcio. A carteira de crédito atingiu R$ 11,5 bilhões ao final do trimestre, crescimento de 49,2% em relação ao mesmo período do ano anterior, e o número de cartões de crédito alcançou 2,6 milhões (+8,0% vs. 2T20). O gerenciamento eficaz da carteira de crédito e as ações para mitigação de risco seguiram contribuindo para a redução do nível de inadimplência (acima de 90 dias), que atingiu 3,9% ao final do 2T21, apresentando melhora pelo quarto trimestre consecutivo.

Na vertical Serviços, as receitas cresceram 24,7% no 2T21 em relação ao 2T20 e 1,7% em comparação ao 1T21, decorrente principalmente da expansão no faturamento do Carro Fácil (+49,8% vs. 2T20), que atingiu 8,1 mil contratos ativos ao final do trimestre e do Reppara!, com aumento de 47,1% nas receitas (vs. 2T20). A vertical Serviços conta com outros produtos por assinatura como o Tech Fácil, que oferece smartphones por assinatura com seguro incluso e benefícios exclusivos.

No consolidado de todos os negócios de seguros, o Índice Combinado atingiu 90,5% no 2T21 (+6,7 p.p. vs. 2T20). O resultado foi o segundo melhor em mais de 10 anos para este período do ano, decorrente principalmente da baixa sinistralidade do Auto (44,1%), favorecida pela melhoria nos modelos de subscrição e precificação de risco e pela redução nas frequências em função da pandemia.

Além disso, os investimentos realizados ao longo dos últimos anos, sendo R$ 182 milhões apenas nos seis primeiros meses de 2021, destinados em grande parte ao aprimoramento e controle de processos e renovação tecnológica em negócios de alto potencial de crescimento, contribuíram para uma melhora de 3,0 p.p. no índice de despesas administrativas e operacionais nos últimos cinco anos (16,2% no 1S21 vs 19,2% no 1S16).

A Porto Seguro avançou na execução da estratégia de ampliar a autonomia e o foco em cada uma de suas verticais (Seguros, Saúde, Negócios Financeiros e Serviços), através de iniciativas como a alocação de profissionais da área de tecnologia nas unidades de negócio, potencializando o desenvolvimento de soluções que impulsionem o crescimento de cada vertical. Além disso, está em andamento a cisão da operação de assistência, que está dentro de uma das seguradoras do grupo (Porto Seguro Cia de Seguros Gerais) para uma nova empresa (Porto Seguro Assistência e Serviços S.A.), com o objetivo de alavancar o crescimento da vertical de Serviços através da otimização da gestão e oferta de serviços também para terceiros.

Ainda no campo societário, anunciou a aquisição de 50% de participação da ConectCar, do grupo Ultra, por meio de sua controlada Portoseg S.A., pelo valor de R$ 165 milhões. Os outros 50% das ações da ConectCar pertencem à Redecard, empresa controlada pelo Itaú. A ConectCar é uma das principais empresas do mercado no segmento de pagamentos eletrônicos automáticos em pedágios, estacionamentos, drive thrus e outros serviços. Esta operação potencializa a conexão entre a mobilidade e os diversos serviços financeiros da Porto Seguro, permitindo ampliar e modernizar benefícios existentes, além de fortalecer a estratégia de atração de clientes. Além disso, foi aprovada pelo CADE a transação envolvendo a transferência da Porto.Pet para a Petlove, onde em contrapartida a Porto Seguro passou a deter 13,5% de participação na empresa.

Na frente Ambiental, Social e Governança (ASG), ênfase para a contribuição junto a sociedade no enfrentamento da pandemia por meio de seus produtos e serviços, que desde o início da crise sanitária já indenizou mais de 3 mil famílias vítimas de perdas decorrentes do Covid-19 através do seu seguro de vida, superando R$ 130 milhões em indenizações, pela cobertura de mais de 8,4 mil internações a seus beneficiários, sendo 6,5 mil em leito comum e 1,9 mil na UTI, e a realização de quase 100 mil testes de Covid-19 até junho de 2021.

A Porto Seguro foi reconhecida recentemente como a 5ª marca mais forte do Brasil, em pesquisa realizada pela Brand Finance com mais de 50 mil pessoas e publicada pela Época Negócios, e como a marca de seguro mais lembrada pelos paulistanos, em pesquisa realizada pela Datafolha com quase mil moradores da cidade de São Paulo. A companhia tem buscado aumentar a visibilidade de seus produtos e serviços para além do seguro Auto, através de iniciativas como a campanha “Quem tem Porto tem”, que começou a ser veiculada nas mídias tradicionais e redes sociais no final do segundo trimestre de 2021.


Principais destaques (2T21 em comparação com 2T20):


Receita Total: R$ 4.955 milhões (+17%)

Receita Seguros: R$ 3.428 milhões (+16,9%)

Receita Negócios Financeiros: R$ 827 milhões (+21%)

Receita Saúde: R$ 541 milhões (+9,7%)

Receita Serviços: R$ 159 milhões (+24,7%)

Índice Combinado (seguros): 90,5% (+6,7 p.p.)

Resultado Operacional: R$ 727,5 milhões (+16,9%)

Resultado Financeiro: R$ 174,1 milhões (-65%)

Lucro Líquido Total1: R$ 658,6 milhões (+0,3%)

Resultado recorrente sem Business Combination


Sobre a Porto Seguro


A Porto Seguro é mais que uma seguradora, é um ecossistema de soluções de serviços de proteção com tecnologia embarcada, para melhorar e facilitar a experiência do cliente. Com mais de 70 anos de mercado, a atuação da companhia se concentra hoje em quatro pilares estratégicos de negócio: Seguros, Saúde, Produtos Financeiros e Serviços. Além de 8,4 milhões de clientes únicos, 13 mil funcionários, 12 mil prestadores e 35 mil corretores parceiros, a empresa conta ainda com 101 sucursais e escritórios regionais em todo o Brasil. Ao todo 27 empresas fazem parte do universo Porto Seguro – entre elas: Azul Seguros, Itaú Seguros de Auto e Residência, Porto Seguro Saúde, Porto Seguro Serviços e Porto Seguro Uruguai. Em 2020, o lucro líquido da companhia foi de R$ 1,695,8 milhões. O momento é de aceleração do crescimento e expansão de novas frentes de negócio para lançar cada vez mais produtos inovadores e ser cada vez mais um Porto Seguro para todos.