Fenacor: "Susep se defende com acusação vazia "esquecendo" de riscos prejudiciais ao mercado

Em decisão surpreendente e inédita na história da Susep, que desde sua criação, há mais de cinco décadas, sempre manteve com as entidades do mercado de seguros, mesmo em momentos de divergências, um relacionamento pautado pelo extremo respeito, a atual diretoria do órgão optou por utilizar termos agressivos e pouco formais ao responder ao comunicado divulgado pela FENACOR que, sustentada por sólidos argumentos, alerta para os riscos de se convocar a BB tecnologia e Serviços – empresa pertencente ao Banco do Brasil – para “provavelmente” (como frisado no texto) resolver os sérios problemas do novo Sistema de recadastramento dos Corretores de Seguros dente outros. Sob o título “Nota de Esclarecimento: Fake News” (termo mais apropriado para debates entre torcidas partidárias nas redes sociais), a Susep alegou (sem comprovar) não ser verdadeira a informação contida no comunicado da FENACOR de “que a empresa BBTS, controlada diretamente pelo Banco do Brasil (BB), foi convocada para socorrer a Susep e disponibilizar emergencialmente uma equipe de analistas não é verdadeira”, informando ainda que as tratativas do processo de cessão de funcionários “iniciaram-se em novembro de 2019 e são parte de convênio para viabilizar o intercâmbio de mão-de-obra entre diversas instituições”. A pouco esclarecedora nota, de