Diretora da JDT Seguros destaca que produtor rural está mais atento aos seguros

Conforme Juliana Tiede, fundadora e Diretora Executiva da JDT Seguros, corretora especializada em seguros para o agronegócio, a contratação de seguro rural deve crescer 40% em 2021 - Dados recentes da Federação Nacional de Seguros Gerais (Fenseg) evidenciam o aumento da contratação de seguro agrícola no país. A previsão de crescimento é de 40% de apólices (contra perdas em lavouras) em 2021. O cenário promissor para o seguro rural indica que os produtores estão buscando alternativas para mitigar ameaças que possam prejudicar a produtividade e a rentabilidade da atividade agrícola, como mudanças climáticas repentinas, quebra de safra e problemas na operação agrícola.

“A maior procura pelos seguros voltados para o agronegócio mostra que o produtor está atento aos riscos de sua atividade e se precavendo de fatores que possam causar perdas financeiras. É importante lembrar que existem soluções que asseguram a proteção de todo o ecossistema do agro, que vão além da lavoura, como seguros para propriedades rurais, para variações climáticas, máquinas e equipamentos agrícolas, entre outros, o que traz uma tranquilidade ainda maior para o produtor”, destacou a diretora.

Não é de hoje que o Brasil está consolidado como um dos principais produtores e exportadores de commodities agrícolas do mundo mas, mesmo diante de um panorama favorável, é preciso ter atenção quanto à gestão de riscos. Para Juliana, o mercado já vem se preparando para o cenário de crescimento dos seguros rurais, e os números do ano incentivam ainda mais melhorias e novos produtos disponíveis.

A corretora é protagonista no mercado de seguros para o agronegócio, e foi responsável por desenvolver um modelo pioneiro de comercialização de seguros para equipamentos agrícolas em parceria com concessionários associados à Assodeere – Associação Brasileira dos Distribuidores John Deere e Stara. Com a ampla aceitação do mercado, a JDT expandiu a operação para atender a todas as necessidades dos clientes no agronegócio, com seguros que protegem desde a lavoura até a família.

“O seguro rural está se consolidando como uma importante ferramenta de gestão de riscos e um investimento necessário, uma vez que minimiza prejuízos, favorece a continuidade da produção agrícola e preserva a renda do produtor rural, e queremos ampliar seu olhar para a proteção integrada dos seus negócios no campo", completa a executiva da JDT.