Comissão de Riscos Rurais do Sincor-SP explica ramo para despertar interesse nos Corretores

O tema “Riscos Rurais - Oportunidades para Corretores de Seguros” foi debatido por seguradores e corretores especialistas - Com o objetivo de despertar o interesse dos corretores de seguros para o segmento, a Comissão de Riscos Rurais do Sindicato de Empresários e Profissionais Autônomos da Corretagem e da Distribuição de Seguros do Estado de São Paulo (Sincor-SP) realizou live no dia 15 de julho.

Durante a transmissão, o presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo, ressaltou a pujança e a importância do seguro rural para o desenvolvimento do País. “É um paradoxo que o agronegócio seja tão relevante e o corretor de seguros não tenha interesse pelo ramo. Esperamos que essa live possa orientar e entusiasmar os corretores”, completa.

A coordenadora da Comissão, Karen Matieli, também destacou a relevância do agronegócio para o Brasil. “Nos últimos 50 anos, nós passamos de importador para exportador, provendo alimento para mais de 50 bilhões de pessoas no mundo. Então, imagina a importância do seguro rural”, explica.

Contando a história do seguro rural no Brasil, o integrante da Comissão, Américo de Aquino, explicou como funciona a subvenção ao seguro oferecida pelo governo federal e estadual de São Paulo. “O seguro agrícola é um seguro de exposição catastrófica e, por isso, tem um valor muito elevado, dificultando o acesso pelos produtores. Por isso, o incentivo do poder púbico é fundamental”.

Fabiano Pinheiro da Cruz, também integrante da Comissão, esclarece que o 85% do valor do seguro pode ser coberto com subsídio público. “Com incentivos públicos, em todas as esferas, o produtos consegue ter cobertura. Caso contrário, os valores são altíssimos e dificulta o acesso”, relata.

Sobre as coberturas e as culturas abrangidas, o integrante David Martin esclareceu que, atualmente, o seguro para lavoura cobre todas as intempéries e abrange mais de 70 culturas, entre grãos, cereais, frutas, além do seguro pecuária e de florestas, por exemplo. “Os produtores não sabem ainda que podem contratar tantos produtos assim”, completa.

O diretor de produtos agro da Tokio Marine Seguradora, Joaquim Cesar Neto, falou sobre as oportunidades do ramo. “Apesar de um cenário adverso e de retração da economia brasileira, o setor agrícola não vai sentir. O agricultor tem mostrado interesse pelo seguro”.

Já a superintendente de seguros agrícolas da MAPFRE, Catia Rucco Rivelles, destacou a importância do corretor de seguros. “Quando pensamos em crescimento, o corretor é fundamental. No entanto, não existem muitos no ramo rural. É necessário que o profissional tenha uma familiaridade sobre o agronegócio, zoneamento agrícola, entendimento da subvenção e conhecimento das particularidades, coberturas, regras de aceitação”, explica.

A 2ª vice-presidente e diretora executiva responsável pela Assessoria Técnica do Sincor-SP, Simone Martins, incentivou os corretores a conhecer o ramo. “Os números despertam o interesse de também conhecer mais esse segmento. E essa live agrega muito aos corretores, levando as características e oportunidades do seguro rural”, ressalta.

A live, na íntegra, pode ser conferida no canal da TV Sincor-SP, no YouTube.



Com informação suas decisões são mais seguras.
Agência Seg News @2019 Todos os direitos reservados

Rua Fritz Muller, 140 - São Paulo-SP Cep 02634-080 

WhatsApp: 95794-6570