CCS-SP realizará live para debater sucessão empresarial

No Brasil, cerca de 90% das empresas são familiares, segundo pesquisa do Sebrae. Mas, de cada cem sociedades familiares, apenas 30 alcançam a segunda geração. Na corretagem de seguros o assunto tem despertado cada vez mais interesse. Atento a essa situação, o Clube dos Corretores de Seguros de São Paulo (CCS-SP) promoverá live no dia 2 de fevereiro, a partir de 11h, para debater a “Sucessão Empresarial”.

Estão confirmadas as presenças de Jayme e Bruno Garfinkel e de Boris e Fernando Ber, exemplos de sucessão empresarial bem-sucedida. As duplas contarão as suas experiências e apresentarão dicas importantes para quem deseja entender o processo sucessório. A apresentação e mediação ficarão sob responsabilidade do mentor do CCS-SP, Evaldir Barboza de Paula, e da diretora Ivone Elise Gonoretske.

O mentor defende que somente a sucessão planejada é capaz de garantir a continuidade do negócio, até porque parte das empresas fecham as portas após serem sucedidas por herdeiros. O mesmo problema ocorre, segundo ele, na falta de sucessores naturais, quando se deixa de nomear um funcionário de confiança para assumir a função. “Portanto, a realidade mostra que os sucessores, familiares ou não, precisam participar cada vez mais de cada etapa de desenvolvimento do negócio”, diz.

Programe-se

Live Sucessão Empresarial

Dia 2 de fevereiro, a partir de 11h

Link de acesso ao evento: https://youtu.be/9bvO5ZI42oc