Please reload

Presidente da CNseg realiza palestra sobre desafios do setor segurador

10/07/2019

A renda da população brasileira, majoritariamente baixa, está entre fatores que limitam a taxa de penetração do mercado segurador nacional. Esta foi uma das premissas destacadas pelo presidente da CNseg, Marcio Coriolano, ao apresentar a palestra “Desafios do setor segurador”, a convite do Sindicato das Seguradoras no RS. Realizado nesta quarta-feira, 10, no Clube do Comércio de Porto Alegre, o evento “Almoço do Mercado Segurador" do Sindseg-RS reuniu 80 participantes.

“A incorporação de segurados continuará ser um processo gradual, já que quase 70% dos trabalhadores têm renda inferior a R$ 2 mil, ou seja, com poucas sobras no orçamento para ter um programa adequado de proteção securitária”, assinalou o presidente.

 

Mas há saídas para uma taxa de penetração do seguro mais em linha com o tamanho da economia brasileira: mudanças nas práticas regulatórias para torná-las menos onerosas; desregulamentação e desburocratização para gerar novas frentes de crescimento de nichos de mercado; novos canais de distribuição; avanço do seguro inclusivo; apólices específicas para atender às necessidades de pequenas e médias empresas.

 

Em razão da atual conjuntura, o mercado de seguros ocupa uma  posição tímida no ranking global de prêmios de seguros - é o 12º, com US$ 83,3 bilhões, ou seja, 4,1% do PIB de 2017 (segundo a Sigma, que desconsidera a receita de capitalização, previdência complementar e, no caso de Saúde Suplementar, só computa a produção de seguro saúde). Já os Estados Unidos lideram o ranking global, com US$ 1,3 trilhão em prêmios (7,1% do PIB), seguidos pela China, com US$ 541,4 bilhões (4,6% do PIB) e Japão, com US$ 422 bi (8,6% do PIB). “O mercado mundial movimenta US$ 4,8 trilhões de prêmios, equivalendo a 6,1% do PIB”.

 

Antes do almoço, Marcio Coriolano visitou a sede do Sindicato das Seguradoras no Rio Grande do Sul, a convite do presidente do Sindseg-RS, Guacir de Llano Bueno, e participou da solenidade de assinatura de convênio entre o Sindicato gaúcho e a Escola Nacional de Seguros. Pelo acordo, a ENS utilizará uma sala no Sindicato para promover suas atividades no estado, tendo em vista o fechamento de sua filial gaúcha de ensino. O termo de cooperação foi assinado pela representante da ENS no Estado, Jane Manssur, e o dirigente do Sindseg-RS. Marcio Coriolano classificou o acordo como um exemplo de solidariedade e parceria entre os agentes do mercado segurador, com benefícios para todos.

 

Sobre a CNseg

A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) congrega as empresas que compõem o setor, reunidas em suas quatro Federações (FenSeg, FenaPrevi, FenaSaúde e FenaCap). A missão primordial da CNseg é congregar as lideranças das Associadas, elaborar o planejamento estratégico do setor, colaborar para o aperfeiçoamento da regulação governamental, coordenar ações institucionais de debates, divulgação e educação securitária e representar as Associadas perante as autoridades públicas e entidades nacionais e internacionais do mercado de seguros.

Marcio Coriolano, presidente da CNSeg

 

Please reload

Quinzena do Seguro .gif

GBOEX tem novo Superintendente de TI

November 14, 2019

Refinamento da cobertura de seguro no setor hoteleiro

November 14, 2019

IRB Brasil RE apresenta iniciativas inovadoras na ABGR

November 14, 2019

Susep desregulamenta categoria dos Corretores de Seguros

November 11, 2019

Governo edita Medida Provisória que extingue DPVAT a partir de 2020

November 11, 2019

CNseg promove encontro de gerações em websérie

November 5, 2019

Haverá amanhã para as Operadoras de Plano de Saúde de Pequeno e Médio Porte?

November 5, 2019

Porto Seguro debate empoderamento e liderança feminina com Corretoras

November 4, 2019

Zurich: Brasília recebe programa de relacionamento com corretores

November 4, 2019

1/4
Please reload